economia da bicicleta no brasil (2018)

Lançado em maio de 2018 e realizado em parceria com a Aliança Bike, este projeto teve como motivação a demanda crescente de informações sobre o mercado de bicicletas e os benefícios do seu uso para a sociedade. Com isso, mapeamos e monetizamos o complexo econômico da bicicleta a partir do desenvolvimento de um arcabouço metodológico próprio, que definiu um conjunto de indicadores que fosse representativo da Economia da Bicicleta no Brasil. A metodologia de pesquisa deste projeto envolveu a coleta de dados primários e secundários através da aplicação de fontes documentais e estudos de casos.

A elaboração do conteúdo deste projeto foi apresentado e discutido em painel formado por representantes da Aliança Bike, da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), da Casa Fluminense, do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), da Ciclocidade, do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa em Engenharia (COPPE), do Instituto Clima e Sociedade (ICS), do Instituto de Estudos Socioeconômicos (INESC), da Fundação Getúlio Vargas (FGV), da Transporte Ativo e da União de Ciclistas do Brasil. O projeto também contou com o apoio do Banco Itaú, da Aliança Bike e da associação Bicicleta Para Todos.